O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • O texto NÃO cita os autores, bem como suas instituições vinculadas.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word (.doc ou .docx). NÃO são aceitos arquivos em outros formatos, como PDF.
  • As ilustrações (Se houverem) devem ser citadas no texto e inseridas o mais próximo possível do trecho a que se refere, e sua identificação deverá constar conforme a ordem de ocorrência do texto, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem, etc.).
  • As TABELAS, QUADROS e G´RÁFICOS (Se houverem) estão no formato editável (em MS Word ou MS Excel). Estas ilustrações NÃO poderão estar no formato de figuras, sob pena de devolução do manuscrito sem a devida análise pelos pareceristas.
  • O texto está com fonte Times New Roman de 12 pontos; no formato A4 (210x297mm); com todas as margens de 2,5 cm; espaço 1,5 entre linhas em todo o texto; recuo da primeira linha de 1,25 cm.
    Todas as páginas devem ser numeradas a partir da página de identificação.
  • O texto segue os padrões de estilo, formatação e requisitos de citações e referências descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

1.    Escopo e Política

A Revista Master – Ensino, Pesquisa e Extensão é uma publicação seriada e de conteúdo multidisciplinar aberta à comunidade científica nacional e internacional, arbitrado por pares e distribuído de forma digital. É editada pelo Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos – IMEPAC Araguari e publica pesquisas originais nos diferentes campos do conhecimento, abrangendo as áreas de Ciências Exatas e da Terra, Ciências Biológicas e da Saúde; Engenharias, Ciências Agrárias, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Humanas.

Os manuscritos devem ser encaminhados em português, e sete tipos de manuscritos podem ser submetidos: artigos de pesquisa originais, artigos de revisão, comunicações, relatos de experiências, editoriais, resenhas, entrevistas e dossiês. Sua publicação é semestral. Não há custo para submissão e avaliação dos manuscritos, bem como para a publicação.

Os autores são encorajados a escreverem o texto do manuscrito em terceira pessoa. Textos em primeira pessoa são utilizados geralmente para relatórios e outros tipos de comunicação, como relatos de experiências, editoriais, resenhas, entrevistas e dossiês.

 

 2.    Informações gerais de organização do manuscrito

Os manuscritos devem ser digitados no editor de texto Microsoft Word® (ou outro software compatível com extensão .doc ou .docx), em uma só face, usando fonte Times New Roman 12, no formato A4 (210x297mm), mantendo as margens de 2,5 cm, espaço 1,5 em todo o texto, e recuo da primeira linha de 1,25 cm. Todas as páginas devem ser numeradas a partir da página de identificação.

As ilustrações (se houverem) devem ser citadas no texto e inseridas o mais próximo possível do trecho a que se refere, e sua identificação deverá constar conforme a ordem de ocorrência do texto e segundo as normas da ABNT, precedida da palavra designativa (desenho, esquema, fluxograma, gráfico, mapa, organograma, planta, quadro, retrato, figura, imagem etc.). As quantidades máximas de tabelas, gráficos e imagens são:

  • Tabelas: até quatro (Tabelas são utilizadas para dados quantitativos, e não separar as informações com linhas verticais e horizontais).
  • Gráficos: até quatro 
  • Quadros: até quatro (Para dados qualitativos) 
  • Imagens: até quatro (as imagens já publicadas devem ser acompanhadas de autorização do autor).

Todas as tabelas, gráficos e quadros devem estar na forma editável, usando MS Word ou MS Excel. Não são aceitos manuscritos com estas ilustrações na forma de imagem. VEJA AQUI o modelo de formatação de tabelas, gráficos e quadros utilizados pelos editores da Revista Master.

Excluir do texto toda forma de identificação dos autores do manuscrito. As infomações de metadados dos autores, filiação e demais informações devem ser inseridas no momento da submissão, em campo específico.

 

3.    Citação e Referenciação do manuscrito

3.1    Citações

A Revista Master adota para as citações dos artigos a NBR 10520, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) (clique aqui para acessar). As citações deverão ser feitas no corpo do texto, e apresentadas pelo(s) sobrenome(s) dos autores seguida do ano da publicação, conforme os exemplos:

Um autor:

  • No início ou meio da frase: Lima (2014)
  • No final da frase ou do parágrafo: (LIMA, 2014)

Dois autores:

  • No início ou meio da frase: Sogin & Inaki (2016)
  • No final da frase ou do parágrafo: (SOGIN; INAKI, 2016)

Três ou mais autores:

  • No início ou meio da frase: Souza et al. (2017). Alternativamente poderá ser usado também "e colaboradores". Exemplo: Souza e colaboradores (2017).
  • No final da frase ou do parágrafo: (SOUZA et al., 2017).

Observações:

  1. Nas citações indiretas, a indicação da(s) página(s) consultada(s) é opcional.
  2. As citações diretas, no texto, de até três linhas, devem estar contidas entre aspas duplas. As aspas simples são utilizadas para indicar citação no interior da citação.
  3. As citações diretas, no texto, com mais de três linhas, devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, com letra menor que a do texto utilizado e sem as aspas.

 

3.2    Referências

Para a indicação de bibliografia, ao final do artigo, no item “Referências”, a Revista Master adota o padrão da NBR 6023/2018 (clique aqui para acessar). As referências devem seguir os seguintes padrões: 

a) Estarem alinhadas à esquerda;

b) Estarem, exclusivamente, no padrão da NBR 6023/2018;

c) O(s) autor(es) deve(m) ser indicado(s) pelo último sobrenome, em letras maiúsculas, seguido do prenome e outros sobrenomes, abreviados ou não, conforme consta no documento. No entanto, se abreviar os sobrenomes, adote este padrão para todas as suas referências.

d) Abaixo alguns exemplos mais comuns de referências. Para as demais obras, por favor consulte a NBR 6023/2018 (clique aqui para acessar).

 

Livro:

Os elementos essenciais são:

SOBRENOME, Nome. Título em Negrito. Local de publicação: Editora, Data de publicação.

Exemplo: GOMES, Lucia Galo Filho. Novela e sociedade no Brasil. Niterói: EdUFF, 1998.

 

Coletânea:

SOBRENOME, Nome. Título do capítulo. In: SOBRENOME, Nome (Org.). Título em Negrito. Edição. Local de Publicação: Editora, data, página(s) citada(s).

 

Artigo de periódicos:

SOBRENOME, Nome. Título do artigo. Título do periódico em Negrito, volume, número do periódico, página(s) citada(s), ano de publicação.

Exemplo:

SOUSA, Alline Alves de; COLETA, Marilia Ferreira Dela. Professional profile, well-being and job satisfaction among psychologists working in public healthcare services. Estudos de Psicologia, v. 32, n. 2, p. 249-258, 2015.

 

Dissertação/tese acadêmica:

SOBRENOME, Nome. Título da dissertação/tese em Negrito. Ano da defesa. Número de folhas.  Dissertação (Mestrado) ou Tese (Doutorado), Instituição em que foi defendida (Faculdade e Universidade), local, ano.

 

Artigos no formato eletrônico:

SOBRENOME, Nome. Título do trabalho. Título do periódico em Negrito, local, volume, fascículo, página inicial e final, mês e ano. Endereço eletrônico e data de acesso.

 

Demais produções no formato eletrônico:

SOBRENOME, Nome. Título em negrito. Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em: 14 nov. 2017.

 

4.    Preparação do manuscrito

4.1    Artigos Originais

  • Título: o título resumido será usado na margem superior, não deve exceder 40 caracteres.
  • Resumo e Abstract: os artigos deverão vir acompanhados do resumo em português e do abstract em inglês. Devem apresentar os objetivos do estudo, abordagens metodológicas, resultados e as conclusões e conter no mínimo 100 e máximo 200 palavras.
  • Palavras-chave e Keywords: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês. Se trabalhos na área da saúde, deve utilizar os descritores disponíveis na DeCS Bireme.
  • Introdução: Deve determinar o propósito do estudo e oferecer uma breve revisão da literatura, justificando a realização do estudo e destacando os avanços alcançados através da pesquisa.
  • Metodologia: Devem oferecer, de forma breve, clara e objetiva, as informações suficientes para permitir que o estudo possa ser repetido por outros pesquisadores. Deve conter o tipo de estudo, alocação temporal, local do estudo, critérios de inclusão e exclusão (se for o caso), técnicas de análise dos dados, instrumentos e/ou procedimentos de coleta dos dados, uso de ferramentas de pesquisa (se for o caso), entre outros.
  • Resultados: Devem oferecer uma descrição clara e concisa dos resultados encontrados, evitando-se comentários e comparações. Não repetir no texto todos os dados contidos nas figuras e tabelas.
  • Discussão: Deve explorar o máximo possível os resultados obtidos, relacionando-os com os dados já registrados na literatura. A discussão poderá ser contemplada junto com os resultados.
  • Conclusões: Deve trazer como base os objetivos ou hipóteses do trabalho, bem como, os dados comprovados no desenvolvimento do artigo.
  • Agradecimentos (item opcional): Devem se restringir ao necessário. O suporte financeiro deve ser incluído nesse item.
  • Referências: seguir padrão descrito nestas normas.
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder vinte laudas, incluídos os anexos.

 

4.2    Artigos de revisão

Os artigos de revisão se classificam em Revisão Narrativa e Revisão Sistemática.

 

4.2.1    Artigos de Revisão Narrativa

A Revisão Narrativa não utiliza critérios explícitos e sistemáticos para a busca e análise crítica da literatura. A busca pelos estudos não precisa esgotar as fontes de informações. Não aplica estratégias de busca sofisticadas e exaustivas. A seleção dos estudos e a interpretação das informações podem estar sujeitas à subjetividade dos autores.

São publicações que não visam responder a uma pergunta específica ou testar uma hipótese. Sua proposta é descrever e discutir o que existe de mais avançado em relação à um determinado assunto (critério de destaque), em especial no uso de referências atualizadas e recentes. No entanto, este tipo de revisão apresenta em sua maioria precária força de evidência científica, já que não podem ser reproduzidos por outros autores, na medida em que não há uma descrição metodológica adequada. Um trabalho de revisão narrativa segue a seguinte estrutura:

  • Título: o título resumido será usado na margem superior, não deve exceder 40 caracteres.
  • Resumo e Abstract: os artigos deverão vir acompanhados do resumo em português e do abstract em inglês. Devem apresentar os objetivos do estudo, abordagens metodológicas, resultados e as conclusões e conter no mínimo 100 e máximo 200 palavras.
  • Palavras-chave e Keywords: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês. Se trabalhos na área da saúde, deve utilizar os descritores disponíveis na DeCS Bireme.
  • Introdução: Deve determinar o propósito do estudo e oferecer uma breve revisão da literatura, justificando a realização do estudo e destacando os avanços alcançados através da pesquisa.
  • Desenvolvimento: sequência de tópicos definidos pelo autor conforme a abordagem e as características do assunto.
  • Considerações finais: Devem apresentar as inferências principais advindas da interpretação do material de revisão de literatura, ressaltando a aplicação e a importância do estudo dos autores.
  • Agradecimentos (item opcional): Devem se restringir ao necessário. O suporte financeiro deve ser incluído nesse item.
  • Referências: seguir padrão descrito nestas normas.
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder quinze laudas, incluídos os anexos.

 

4.2.1    Artigos de Revisão Sistemática

A Revisão Sistemática é um tipo de investigação científica. Essas revisões são consideradas estudos observacionais retrospectivos ou estudos experimentais de recuperação e análise crítica da literatura. Testam hipóteses e têm como objetivo levantar, reunir, avaliar criticamente a metodologia da pesquisa e sintetizar os resultados de diversos estudos primários.

Busca responder a uma pergunta de pesquisa claramente formulada. Utiliza métodos sistemáticos e explícitos para recuperar, selecionar e avaliar os resultados de estudos relevantes. Reúne e sistematiza os dados dos estudos primários (unidades de análise). É considerada de ótima evidência científica e são indicadas na tomada de decisão na prática clínica ou na gestão pública, por exemplo.

As revisões sistemáticas são desenhadas para ser metódicas, explícitas e passíveis de reprodução. Uma revisão sistemática requer uma pergunta clara, a definição de uma estratégia de busca, o estabelecimento de critérios de inclusão e exclusão dos artigos e, acima de tudo, uma análise criteriosa da qualidade da literatura selecionada.

O processo de desenvolvimento desse tipo de estudo de revisão inclui caracterizar cada estudo selecionado, avaliar a qualidade deles, identificar conceitos importantes, comparar as análises estatísticas apresentadas e concluir sobre o que a literatura informa em relação a determinada intervenção, apontando ainda problemas/questões que necessitam de novos estudos.

Estrutura: Um trabalho de revisão sistemática segue a estrutura de um artigo original, com destaque especial à metodologia empregada na seleção dos artigos contidos na revisão.

 

4.3    Comunicações

São artigos não originais, demonstrando a experiência de um grupo ou de um serviço, envolvendo ações nas áreas de pesquisa, ensino e extensão. Devem conter:

  • Título: o título resumido será usado na margem superior, não deve exceder 40 caracteres.
  • Resumo e Abstract: os artigos deverão vir acompanhados do resumo em português e do abstract em inglês, assegurando informação precisa quanto ao motivo do estudo, à metodologia adotada, aos resultados e à conclusão. Deve conter no mínimo 100 e máximo 200 palavras.
  • Palavras-chave e Keywords: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês. Se trabalhos na área da saúde, deve utilizar os descritores disponíveis na DeCS Bireme.
  • Introdução: Deve determinar o propósito do estudo e oferecer uma breve revisão da literatura, justificando a realização do estudo e destacando os avanços alcançados através da pesquisa.
  • Conteúdo: Devem conter a descrição clara e concisa do propósito da comunicação.
  • Agradecimentos (item opcional): Devem se restringir ao necessário. O suporte financeiro deve ser incluído nesse item.
  • Referências: seguir padrão descrito nestas normas.
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder quinze laudas, incluídos os anexos.

 

4.4    Relatos de Experiências

Os relatos de experiências consistem numa modalidade de investigação cientifica, sendo obrigatório a demonstração de uma experiência prática para maior compreensão e fundamentação de uma teoria. Deve-se tratar da descrição de experiências envolvendo situações raras, nunca ou pouco descritas na literatura. O manuscrito de relato de experiência deverá contar os seguintes itens:

  • Título: o título resumido será usado na margem superior, não deve exceder 40 caracteres.
  • Resumo e Abstract: os relatos de experiência deverão vir acompanhados do resumo em português e do abstract em inglês, assegurando informação precisa quanto ao motivo do estudo, à metodologia adotada, aos resultados e à conclusão. Deve conter no mínimo 100 e máximo 200 palavras.
  • Palavras-chave e Keywords: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês. Se trabalhos na área da saúde, deve utilizar os descritores disponíveis na DeCS Bireme.
  • Introdução: Deve determinar o propósito do estudo e apresentar o problema como parte de uma experiência concreta/vivida, buscando a generalização, bem como de uma teoria que o fundamenta (referências bibliográficas atuais).
  • Metodologia: primeiramente deve-se apresentar uma descrição contextual (espaço e tempo) de onde foi realizada a experiência, sendo possível acrescentar outros elementos. Em seguida, descreve-se os procedimentos utilizados durante a observação dos dados; situando a teoria, bem como sua adequação para as observações coletadas na experiência.
  • Discussão: relata-se a experiência, a prática profissional à luz de uma teoria ou de conceitos que possam fundamentar as observações sistematizadas.
  • Conclusão: síntese das conclusões mais relevantes.
  • Agradecimentos (item opcional): Devem se restringir ao necessário. O suporte financeiro deve ser incluído nesse item.
  • Referências: seguir padrão descrito nestas normas.
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder dez laudas, incluídos os anexos.

 

4.5    Editoriais

Colaborações solicitadas pela REVISTA MASTER a especialistas de áreas afins, indicados pela Coordenação Editorial, visando analisar um tema da atualidade. Devem conter:

  • Título (em português e inglês)
  • Palavras chave: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês.
  • Texto: Devem conter a descrição clara do propósito do editorial.
  • Referências (se necessário).
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder duas laudas, incluídos os anexos.

 

4.6    Resenhas

As resenhas são textos inéditos, de origem opinativa, contendo revisões críticas de obras publicadas no último ano que possam contribuir para a reflexão acerca do ensino, da pesquisa e da extensão. Devem conter título (diferente daquele da obra resenhada), em português e inglês. Após o título, deverão ser indicados os dados bibliográficos do trabalho resenhado.

  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder cinco laudas.

 

4.7    Entrevista

Entrevistas são matérias que manifestem opiniões sobre a temáticas relacionadas ao ensino à pesquisa e à extensão publicadas por convite ou iniciativa dos editores da Revista Master.

  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder sete laudas.

 

4.8   Dossiês

Dossiês são coletâneas de textos que apresentam discussão pertinente a temáticas relacionadas com ensino pesquisa e extensão universitária. Devem conter:

  • Título (em português e inglês)
  • Resumo e Abstract: Os dossiês deverão vir acompanhados do resumo em português e do abstract em inglês, assegurando informação precisa quanto ao motivo do estudo, à metodologia adotada, aos resultados e à conclusão. Deve conter no mínimo 100 e máximo 200 palavras.
  • Palavras chave: deve ser apresentada uma lista de 3 a 5 termos indexadores em português e inglês.
  • Texto: Devem conter a descrição clara do propósito do dossiê.
  • Referências (se necessário).
  • Quantidade de laudas: Os trabalhos não devem exceder duas laudas, incluídos os anexos.

 

5.    Informações gerais

  1. Uma vez aprovado o manuscrito, os autores devem conceder uma licença exclusiva para publicar o artigo na forma eletrônica, incluindo fotografias que possam ser selecionadas como imagem de capa.
  2. A lei de direitos autorais requer que os autores forneçam à Revista Master as permissões para uso de materiais publicados por outros periódicos ou editoras, o que inclui figuras, tabelas e imagens. As permissões devem ser anexadas ao final do arquivo a ser submetido.
  3. A divulgação, em eventos científicos, dos resultados de trabalhos científicos, sob a forma de resumo ou resumo expandido, não impede que os trabalhos completos, oriundos desses resumos, sejam publicados na Revista Master. Resultados de pesquisas publicados anteriormente como trabalhos completos em eventos científicos não serão aceitos.
  4. Em caso de trabalhos e/ou pesquisas que envolvam seres humanos deverá ser mencionada a autorização de participação voluntária dos participantes da pesquisa (Ex: TCLE) e/ou parecer de aprovação do CEP com seu respectivo número de registro, em conformidade com a Resolução CNS 466/12.
  5. Os autores estão cientes que o Corpo Editorial da Revista Master, bem como o Instituto Master de Ensino Presidente Antônio Carlos - IMEPAC Araguari, a qual está vinculada, não são responsáveis pelas informações e resultados oriundos das pesquisas científicas.
  6. Os autores estão cientes que a Revista Master utiliza ferramentas destinadas a detecção de plagio em qualquer de suas formas.
  7. A Revista Master não cobra taxa administrativa em seus processos editoriais, e não envia e-mails ou comunicações solicitando pagamento de nenhum valor financeiro.

 

CORPO EDITORIAL

Revista Master - Ensino, Pesquisa e Extensão

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.